Sejam bem vindos!

Bem vindos ao blog do Grupo A, formado por alunos da disciplina de Mídias Digitais I, da primeira turma de Graduação da ESDD do Instituto Infnet. Neste espaço estaremos compartilhando com vocês informações sobre o mundo digital. Todas as terças... novos artigos, novas dicas, novos links e mais.
É só aproveitar!

segunda-feira, 13 de agosto de 2007

Trajetória das grandes empresas da informática(Continuação da descrição iniciada pelo filme “Piratas do Vale do Silício”)

O filme "Piratas de Silicon Valey" mostra de forma espetacular as grandes empresas da microinformática em seus primórdios, Apple e Microsoft. A evolução da microinformática por meio dessas empresas trouxe mudanças profundas ao mundo e hoje quase todas as atividades humanas têm alguma relação com microinformática. A descrição feita pelo filme retrata as estratégias adotadas por tais empresas, algumas com sucesso e outras com fracasso. Os personagens dessa história? Nada mais, nada menos que Steve Jobs, Steve Wosniak (Apple), Bill Gates, Paul Allen e Steve Balmer (Microsoft).
Dando continuidade à descrição iniciada pelo filme, observemos a trajetória da Apple e Microsoft de 1997 até os dias atuais. Quais os rumos que essas empresas tomaram? E atualmente, como estão inseridas no mercado?
O surgimento do Windows gerou a queda na popularidade do Macintosh, já que o mesmo trazia elementos da interface gráfica do Macintosh. Em1985 Steve Jobs foi convidado a retirar-se da Apple. Entretanto , em Julho de 1997 Steve Jobs voltou à liderança da empresa no papel de interino. O grau de influência de Jobs logo ficou claro, anunciando grandes mudanças na estrutura da Apple e sua aliança com a Microsoft. Pela troca de $150 milhões de dólares em ações da Apple, Microsoft e Apple fariam uma patente conjunta, e o mais importante , terminariam a disputa judicial pela cópia do Macintosh. Microsoft concordaria em pagar uma soma não revelada por utilizar elementos da Apple no Windows OS. Microsoft também lançaria o Office 98, na versão para Mac. Estes anúncios deram vida nova para a Apple. Assim que Steve voltou ao comando da Apple, pudemos acompanhar grandes transformações, dentre as principais foram:
· Enxugar a linha de produção e acabar de vez com os clones.
· Promover J. Ive a chefe de
design para criar o que seria um dos mais revolucionários computadores já feitos.
· Lançar em 1998 o iMac um computador All-in-One diferente de tudo que havia na época.
Com isso Steve Jobs conseguiu novamente que as atenções se voltassem para a Apple e desde então a Apple tem sido sinônimo de revolução em design em seus produtos, como os que vemos hoje, iPod, iPhone, etc.
Apple convocou a imprensa para Jobs anunciar novas estratégias. Apple venderia seus computadores pela web e telefone diretamente e anunciou dois novos computadores: PowerMac G3, e o PowerBook G3. A Apple Store fez sucesso e em um mês era o terceiro maior site de eCommerce na web. Era o primeiro trimestre com lucro ($44 milhões de dólares) elevando as ações da Apple.
Em Abril de 1998, Jobs anunciou outro trimestre de lucro ($57 milhões). Jobs continuou suas inovações e em Maio lançou o novo PowerBook G3, a Apple Store educacional, e o revolucionário—iMac, que se tornou o computador mais vendido, fazendo deste ano, um ano inteiro de lucros.
Em Janeiro de1999, Jobs lançou o novo PowerMac G3 Blue and White. Em julho de 1999, Steve Jobs completou o quadrante "Apple Product Matrix"--com a introdução do iBook. Baseado nos mesmos princípios que fizeram do iMac o mais vendido um ano antes, o iBook trouxe estilo ao mercado de portáteis. Alguns meses depois veio o PowerMac G4, uma nova maquina profissional de desktop. Na feira MacWorld de São Francisco em Janeiro de 2000 , Jobs mostrou sua nova estratégia na internet: um novo programa chamado de "iTools" e uma parceria exclusiva com a Earthlink .
Em 2001 lançou novo sistema operacional, o Mac OS X e revolucionário iPod, e se mantém até hoje com o serviço musical online iTunes Music Store associado ao iPod, em 2003.
Quanto à empresa de Bill Gates observam-se cada vez mais dificuldades em atualizar e lançar uma nova versão de seu sistema operacional Windows. Os adiamentos deflagram uma crise interna e externa de confiança sem precedentes na história da Microsoft. O marketing construído de forma antiética em conjunto com formas fraudulentas de obtenção de credibilidade pode acarretar em sucesso um produto que não é bom tecnicamente. Quem ainda não se viu diante de uma tela do Windows, do 95 ao XP, lendo mensagens de linguagem culta e palavras bonitas sobre as vantagens do sistema como forma de maquiar seus defeitos?
Apesar de atualmente a Apple deter apenas 4% do mercado mundial de computadores, estima-se que seu atual sistema operacional represente, pela primeira vez, uma ameaça real ao produto similar da Microsoft. Além disso, espera-se o dominante iPod, que funciona tanto no PC/Windows quanto no Macintosh, e os novos computadores Apple, baseados em processadores Intel, aumentem consideravelmente sua fatia no mercado da computação.

Blbliografia:

http://www.apple-history.com/
http://osdir.com/ml/education.brazil.infoestacio/2006-04/msg00014.html
http://www.computerworld.com/action/article.do?command=printArticleBasic&articleId=9029119

http://www.link.estadao.com.br/index.cfm?id_conteudo=3565
http://macmagazine.com.br/blog/2007/08/08/apple-do-fracasso-ao-sucesso-em-10-anos/

2 comentários:

Graciana Simoni disse...

Muito interessante a pesquisa, principalmente porque demonstra a superioridade técnica da Apple, mas também a paixão dos seus usuários pela plataforma :) (conforme as fontes consultadas, percebe-se que é quem eh "macmaníaco" é anti-microsoft) No entanto, a estratégia de marketing da MS é ainda mais eficiente em relação a "dar ao usuário o que ele não sabe que precisa, mas precisa e depois não consegue mais viver sem" :)

Mahzinha** disse...

Quando nos deparamos no vasto ramo da informática logo nos vem a cabeça o nome da grandiosa empresa de computadores detida por Bill Gates, ou seja, Microsoft, que arrecada milhões e milhões de dólares todos os anos desde a sua abertura, porém com a leitura do texto notamos que ocorreu algo atualmente na Apple que não está ocorrendo com facilidade na Microsoft, uma revolução tecnológica, inovação nos computadores seja em um hardware ou em um software. A Apple mostrou - se realmente estável as necessidades de tecnologia seja qual for a época, e de certa forma não teve devido reconhecimento da parte de seus consumidores. Por que quando falamos em computadores logo nos vem a cabeça a Microsoft e não a pioneira Apple? Mas para nós consumidores, a melhor opção foi as opções, pois ambas as empresas foram forçadas a revolucionarem seus trabalhos e causar grande impacto no público havendo instantâneamente uma disputa tecnológica trazendo coisas de tanta importãncia para a humanidade que atualmente sem ela não viveriamos. As duas empresas deixamos nossos agradecimentos a melhoria de um mundo virtual.
XD